0

Medicina moderna

virusDoutor, o meu filho está com febre.

O nariz dele está entupido.

Ele não pára de chorar.

Está com dor de barriga.

Não está se alimentando bem.
Não consegue dormir.

Quer ficar no colo o tempo inteiro.

Vomitou várias vezes.

Antes que o doutor comece a fazer o diagnóstico eu queria combinar uma brincadeirinha:

O senhor promete que não vai me dizer que meu filho está com uma virose que passará em alguns dias ? Foram anos de estudo, residência, plantões, dedicação integral com noites em claro e distância da família. O senhor pode mais do que isto ! Vamos ! Confio no seu potencial… Já aprendi que pediatras gostam de brincar e falar no diminutivo para entreter a criançada, então vamos combinar que por dez minutos o senhor fica proibido de dizer a palavrinha mágica “virose”. Vamos ver quem ganha…Se falar virose, o pai do pacientinho dodói não pago a consultinha, há,há,há. Se o senhor conseguir passar pelo teste, e me disser o que o meu filho tem de fato, o senhor leva R$ 600,00 (mas com recibinho, por favor). Vamos  brincar ?

Por enquanto este diálogo é apenas um delírio de um pai que descobriu que a virose está para a medicina da mesma maneira que o tomate seco e as paletas mexicanas estão para a gastronomia, ou seja como uma praga de origem não identificada. Um dia esta será minha abordagem de verdade…

 

 

Anúncios
0

Poeira cósmica

poeira cósmicaPreocupado com as perspectivas do setor elétrico e o risco crescente de apagões, meu filho aparentemente começou a flertar com outras profissões diferentes daquelas que eu havia mencionado no post anterior e que indicavam um menino predisposto para trabalhar com eletricidade. Nada como o dinamismo da infância para permitir que ele mude de idéia. Um dia é diferente do outro! Agora ele resolveu dar um tempo nas mordidas em fios e nos dedos colocados em tomadas e focar para a coleta seletiva de lixo. O problema é que ele ainda não seleciona nada ! Vai engatinhando e coloca na boca tudo o que vê pela frente: a preferência é por migalhas e sobretudo pó…É fascinante mas ele desenvolveu um apetite especial pelas pequenas partículas que se depositam no chão. A bolsa de apostas óbvias indica que ele tem grande aptidão para ser lixeiro ou técnico de aspirador. Eu como pai sonhador, prefiro pensar que ele só quer se alimentar de poeira das estrelas…